Mulheres, revoltem-se

Mulheres, revoltem-se. Homens, revoltem-se também. Revoltem-se todas as pessoas contra as injustiças e discriminação.

Num documento divulgado recentemente, o Vaticano colocou ao mesmo nível a pedofilia e a ordenação de mulheres. Vindo de uma instituição com a importância e o peso da igreja católica, considero esta decisão torpe como uma das mais discriminatórias a que assisti nos últimos tempos. Anos de luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres, assistimos agora, uma década após o início do século XXI, a um adensar da discriminação entre géneros patrocinada por aqueles que deveriam ser os maiores defensores da justiça, da paz e da igualdade.

Opções como esta, só as consigo entender como uma forma desesperada de manutenção de um poder perverso e mesquinho.

Não há paciência.

Talvez a melhor forma de revolta seja não fazer nada, mesmo nada. O desgaste e o descrédito que, estou certo, decisões como estas provocarão na igreja, farão o seu caminho.

5 respostas a Mulheres, revoltem-se

  1. Sónia diz:

    Confesso que me desnorteaste na reviravolta que deste do início para o final do post (“revoltem-se” vs “não façam nada”). Eu acho que é motivo para indignação, mas não é mais motivo para indignação que outras decisões discriminatórias (por parte da igreja ou de outras entidades, no âmbito das questões de género ou outras).
    Deixo-te com algumas propostas de reflexão sobre o que disseste ou como o disseste: i) há medidas “mais discriminatórias” que outras? ii) por que é que a Igreja Católica (e não me refiro aos cristãos) deveria estar entre “os maiores defensores da justiça, da paz e da igualdade” atendendo à sua história e à apropriação particular que tem feito da doutrina cristã?

  2. João Sá diz:

    Se vires bem, a “reviravolta” não é assim tão grande. É um princípio de Gandhi: a resistência pacífica (que não é passiva). É uma forma, entre muitas outras, de demonstrar a revolta. Talvez seja uma das mais eficazes.

    Claro que há medidas mais discriminatórias que outras. As coisas não são a preto-e-branco. Se eu em animada brincadeira, numa tarde de copos, disser uma frase como “é coisa de gaja”, estou a ser discriminatório. Não será isto BEM menos discriminatório, dado o contexto e o facto de ser dito por apenas uma pessoa, que uma decisão formal tomada por uma instituição com a influência e a dimensão da igreja católica?

    Digo que deveriam ser os maiores defensores da justiça, da paz e da igualdade porque assim se apresentam. São “moralistas profissionais”. Poucos se auto-intitulam com tanta insistência como justos, moralizadores, pacíficos e pacifistas.

  3. A Rodrigues diz:

    Já nada me surpreende vindo deste vaticano de Ratzi.
    E até já deixei de me revoltar com as suas declarações. Simplesmente ignoro-as.

  4. João Sá diz:

    Isso é o que eu faço agora com as do nosso primeiro. Assim que o vejo na TV, mudo de canal. Queria ver se não fazia isso com mais que uma meia dúzia de indivíduos.

  5. Pedro diz:

    Revoltem-se?

    Não querias antes dizer “dêem graças”?

    Assim já temos metade da população livre de pertencer à face mais visível de uma organização política multinacional sediada no centro de Itália, na qual a Máfia em meados do sec XIX se inspirou para criar a “Cosa Nostra” no sul?

    Agora só falta a outra metade…

    Quanto à “forma desesperada de manutenção de um poder perverso e mesquinho”, acho perfeitamente natural. Compreendo perfeitamente que uma organização com cerca 2000 anos de história, estando ameaçada pelo conhecimento e secularismo, esteja desesperada em manter o Poder pelo Poder (segundo Michel Foucault).

    Por outro lado até pode querer dizer que, secretamente, até apoia a ordenação de mulheres… Food for thought: http://topdocumentaryfilms.com/sex-crimes-and-the-vatican/
    (esse site é uma fonte de excelentes documentários!)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: