Professores aposentados voluntários

Foi hoje publicado o Decreto-Lei n.º 124/2009 que «Estabelece o regime jurídico aplicável ao trabalho voluntário nas escolas realizado por pessoal docente aposentado».

Retirei alguns excertos que merecem reflexão.

Começa assim:

No âmbito de uma evolução personalista, ligada ao direito ao desenvolvimento da personalidade

Expliquem-me como se eu fosse muito burro! Evolução personalista? Desenvolvimento da personalidade? Eu sei que se aprende até morrer, mas espera-se que um professor aposentado ainda esteja a desenvolver a personalidade? O que andou a fazer o resto da vida?

Personalista? Fui consultar o dicionário… Isto quer dizer «acção de atribuir tudo a si», «individualismo». Não será isto incompatível com o voluntariado?

No final da primeira página:

Assim, a colaboração dos docentes aposentados constituir-se-á como uma actividade assente no reconhecimento das suas competências científicas, pedagógicas e cívicas, sendo exercida de livre vontade e não remunerada, numa prática privilegiada de realização pessoal e social.

Pois, está bem. Que era não remunerada já todos sabíamos. Sobre a realização pessoal e social, veremos.

O ponto 2 do Artigo 6.º diz:

A prestação do professor voluntário é realizada por um número de horas mínimo, a definir pelo órgão de gestão do agrupamento ou escola não agrupada, em função do projecto a desenvolver.

Agora o voluntariado também já tem serviços mínimos?

O ponto 3 do Artigo 7.º diz:

O professor voluntário elabora um relatório anual da actividade que deve integrar uma auto-avaliação do trabalho desenvolvido.

Ai os papéis… E as reuniões? O Decreto-Lei não fala nelas… mas, pergunto eu, quantas serão precisas? E reunites? Algumas?

Este Decreto-Lei é para rir ou para chorar?

Sou a favor do voluntariado, inclusive nas escolas. Até gosto da ideia de promover o voluntariado por parte dos professores aposentados. Mas isto? Isto é brincar com as pessoas que foram mal tratadas e chutadas (sim, algumas foram moral e emocionalmente chutadas) para fora das escolas. Isto é uma tentativa (espero que não passe disso) de mobilizar recursos humanos para as escolas sem lhes pagar. Mais, é uma tentativa de controlar o que fazem e os passos que dão como se houvesse uma relação de subordinação hierárquica. É a isto que chamam voluntariado?

Leiam ao menos o dicionário e chamem-lhe outra coisa.

Voluntário (in Dicionário Porto Editora da Língua Portuguesa):
– que se faz de livre vontade.
– sem constrangimento.
– que procede espontaneamente.

5 respostas a Professores aposentados voluntários

  1. Sónia Duarte diz:

    Sugiro (apenas sugiro…) que, voluntariamente, os professores reformados venham à manifestação nacional dia 30 de Maio!

    Voluntários SIM; Explorados NÃO!

  2. Rui Gomes diz:

    Apoiado mas só se forem voluntariamente para assim se realizarem pessoal e socialmente….rsrsrs
    Ah e no final, façam um relatório e uma auto-avaliação, no mínimo….rsrs
    Pois, estava-me a esquecer que devem estar na manifestação pelo menos 5 horas…rsrs

  3. João Sá diz:

    É isso Rui.🙂
    Só falta definir quais as “tarefas” que podem e que não podem desempenhar na manif.

  4. Sónia Duarte diz:

    🙂

  5. […] sim, voluntários não Quando o voluntariado de professores faz sentido não se […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: