Ministério das guerras

O Ministério da Educação bem podia mudar de nome. Com tantos conflitos, bem podia passar a chamar-se “Ministério dos Conflitos” ou mesmo “Ministério das Guerras”.

Agora é a vez de uma empresa privada, por causa da videovigilância nas escolas. A Compta não concorda com a atribuição do projecto à ONI, cuja proposta é dez milhões de euros mais cara.

São conflitos com os professores, com os alunos, com os pais, com os presidentes dos conselhos executivos. Como não há regra sem excepção, algumas até com juras de amor eterno, temos, por exemplo, aqueles pais que querem transformar a escola num armazém. Com esses o ME não está em guerra. Porque será?

Quantos mais conflitos virão?

Anúncios

2 Responses to Ministério das guerras

  1. A Rodrigues diz:

    Acabei agora de ver o que significava esse termo de “armazém” e fiquei chocado.

    Bem, os miudos terão razão para perguntar: “Sra. Professora, quem são aqueles senhores que me vêm buscar todos os dias à noite para ir dormir?”

  2. João Sá diz:

    A propósito do tema, um artigo do Daniel Sampaio que tem sido referido em vários blogs.
    http://educar.wordpress.com/2009/02/15/opinioes-daniel-sampaio-2/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: