(In)Justiça(s)

Como conseguir emprego em Portugal: de Assessor, com vencimento de cerca de 3500 €; de Coveiro, com vencimento de cerca de 450 €.

Este país do faz-de-conta é cada vez mais uma anedota pegada. Ora atentem lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 255, de 6 de Novembro 2008:

EXEMPLO 1
No aviso nº 11 466/2008 (2ª Série), declara-se aberto concurso no I.P.J. para um cargo de “ASSESSOR”, cujo vencimento anda à roda de 3500 EUR (700 contos) mensais.
Na alínea 7:… “Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na … Apreciação e discussão do currículo profissional do candidato.”

EXEMPLO 2
No Aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO, cujo vencimento anda à roda de 450 EUR (90 contos) mensais. “…

Método de selecção:
Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos. A prova consiste no seguinte:
1. – Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. – Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. – Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
Depois vem a prova de conhecimentos técnicos:
Inumações, cremações, exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.
Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais.
Os cemitérios fornecem documentação para estudo.
Para rematar, se o candidato tiver:
– A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
– O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
– O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.
ISTO TUDO PARA UM VENCIMENTO DE 450 EUROS MENSAIS!
Enquanto o outro, com 3,500!!! Só precisa de uma…
Vale a pena dizer mais alguma coisa?

Texto do blog ProfAvaliação.

2 respostas a (In)Justiça(s)

  1. enfim diz:

    isto é muito giro mas é obviamente falso. hoje é dia 18 e o diario da republica é o num 216.

    basta ter dois dedos de testa para perceber que isto é falso.

  2. João Sá diz:

    Obrigado pelo reparo. Realmente deveria ter confirmado esta informação. Como a obtive num blog em que confio, com um autor perfeitamente identificado e que costuma prezar pela qualidade de informação, nem questionei a sua veracidade.

    Agora que fiz algumas pesquisas sobre o assunto, verifico que já em 2005 circulava esta informação, por exemplo, aqui: http://abrupto.blogspot.com/2005/02/o-abrupto-feito-pelos-seus-leitores_05.html ou aqui http://ogintonico.weblog.com.pt/arquivo/2005/01/o_coveiro_versu.html

    Mas, a propósito, veja-se esta notícia de um «tacho» na Câmara do Porto: http://diario.iol.pt/politica/camara-do-porto-rui-rio-pcp-rui-sa-ordenados-castello-branco/1003303-4072.html
    Aqui foi por nomeação… Nem sequer foi por concurso.

    Veja-se também esta notícia acerca de nomeações…
    http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1261262

    E compara-se, por exemplo, com este concurso para um Operário/Pintor na Câmara Municipal de Montemor-o-Novo. Foi publicado no Diário da República, II Série, 16 de Dezembro de 2008.
    Exigências:
    8.1- Requisitos gerais de admissão:
    a) Ter nacionalidade portuguesa, salvo nos casos exceptuados por lei especial ou convenção internacional;
    b) Ter 18 anos completos;
    c) Possuir as habilitações literárias ou profissionais legalmente exigidas para o desempenho do cargo;
    d) Ter cumprido os deveres militares ou de serviço cívico, quando obrigatório;
    e) Não estar inibido do exercício de funções públicas ou interdito para o exercício das funções a que se candidata;
    f) Possuir a robustez física e o perfil psíquico indispensáveis ao exercício da função e ter cumprido as leis de vacinação obrigatória.

    9- Apresentação das candidaturas:
    As candidaturas deverão ser formalizadas mediante requerimento, dirigido ao Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, o qual, bem como a documentação que o deva acompanhar poderá ser entregue pessoalmente nesta Câmara Municipal, ou remetido pelo correio, com aviso de recepção expedido até ao termo do prazo fixado, no qual deverão constar os seguintes elementos: i) Identificação completa (nome, estado civil, filiação, nacionalidade, naturalidade, data de nascimento, número, data e validade do Bilhete de Identidade e Serviço de Identificação que o emitiu, número de contribuinte e residência completa); ii) Habilitações literárias e profissionais; iii) Identificação do concurso a que concorre, bem como o número, data e série do Diário da República em que o presente aviso foi publicado.

    9.1- Quota de emprego para pessoas com deficiência:
    (…texto retirado por mim…)

    0.1- Os candidatos podem ainda especificar quaisquer outros elementos que considerem relevantes para apreciação do seu mérito, desde que devidamente comprovados.
    10.2- As candidaturas devem ser acompanhadas de curriculum vitae detalhado.
    11- Métodos de selecção a utilizar, nos termos do artigo 19.º do Decreto-Lei n.º 204/98 de 11 de Julho:
    A selecção dos candidatos ao concurso será feita através da aplicação dos seguintes métodos: Prova prática de conhecimentos (PC), avaliação curricular (AC) e Entrevista Profissional de Selecção (EPS) sendo efectuada de acordo com a seguinte fórmula: 2PC+AC+EPS/4.
    a)-A avaliação curricular (AC) será pontuada de 0 a 20 valores sendo as regras a observar na valorização dos diversos factores de avaliação curricular são as seguintes: Classificação de serviço (CS) – na determinação deste factor será considerada a média das classificações obtidas nos anos relevantes para efeito de admissão a concurso; b) Habilitações académicas de base (HL), sendo ponderado o nível académico ou a sua equiparação legalmente reconhecida; c) Experiência profissional (EP) – na experiência profissional será ponderada o desempenho efectivo de funções; d) Formação profissional complementar (FPC) – na formação profissional serão ponderadas as acções de formação e aperfeiçoamento profissional, em especial as relacionadas com a área funcional do lugar posto a concurso.
    b) A prova de conhecimento específicos de natureza prática, com duração aproximada de quinze minutos, destina-se a avaliar a realização de tarefas específicas da profissão de pintor.
    c) -A Entrevista Profissional de Selecção será pontuada de 0 a 20 valores e destina-se a avaliar as aptidões profissionais dos candidatos para o exercício da função.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: