Obama e a crise. Qual crise?

Depois da vitória de Obama, parece que o optimismo reina. Vi ontem na SIC notícias uma reportagem com Mário Crespo e Luis Costa Ribas onde, este último, dizia nunca ter visto nada assim. Falavam em comemoração à Europeia.

Parece-me tudo muito bem, não fossem os grandes problemas que se vivem. Será que, de repente, ficou tudo na ilusão de que Obama tem a solução mágica e milagrosa para todos os problemas? Principalmente para a crise mundial, que teve origem nos Estados Unidos da América?

Não me parece… Com expectativas tão altas a desilusão não tardará. Bem, pelo menos até ao início de 2009, quando Obama assume a presidência, manter-se-á a ilusão!

Para mim, já começou a arrefecer. O discurso de vitória foi bem mais morno e menos inspirador que a campanha – diria até próximo do cliché.

Outra tese sobre a qual tenho lido, e ouvido, repetidas vezes, é a de que Obama será assassinado. Não seria bonito de se ver e espero que tal não aconteça.

Apesar de tudo, não sendo o candidato ideal – não sei se haveria um – era o meu favorito. Fiquei (moderadamente) satisfeito por ter vencido. Aguardo também com (moderada) expectativa a mudança.

Seja como for: Yes, we can!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: