A retórica ao serviço da argumentação

Rui Pena Pires escreve, no blog Canhoto, algumas notas a propósito de dois artigos publicados recentemente no Público. Um de António Barreto e outro de José Manuel Fernandes. Li ambos e, à parte de pequenos reparos, naturais em quem não vive o dia a dia na(s) escola(s), concordo com a maior parte do que foi escrito.

Já que Rui Pena Pires fala de clareza total no plano ideológico, apraz-me elevar esta humilde resposta ao mesmo plano.

Ora, essa clareza, no referido artigo do Canhoto, resume-se a isto:

 – Durante toda a história recente da Educação, da Escola e dos Professores, as práticas pedagógicas e de avaliação estavam todas erradas, ou pelo menos desfazadas. Agora, o PS, ou melhor, alguns iluminados do PS, vêm generosamente iluminar o povo e, claro, os professores!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: