Escrita

Queria escrever sem letras,
Queria escrever o que penso!
Penso naquilo que escrevo,
Mas não escrevo o que penso!
 
Palavras que registo,
Pensamentos que esqueço.
É com elas que me visto,
É com eles que estremeço!

Pudera eu voar,
Dizer tudo o que penso.
Não bastaria chorar,
Viver um frio intenso.

Porto, 11 de Fevereiro de 2008

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: